BESgate: De “novo” a relaxar?

BESgate: De “novo” a relaxar?

O caso do BES/GES/BANCO BOM/BANCO MAU tem a ver com muitas coisas, mas essencialmente com uma rede complexa de cumplicidades, silêncios, cobardias, acomodamento, ligeireza, falta de dimensão de muita da nossa pretensa “elite”. O resultado é um rombo de dimensão épica que nos vai atormentar por muito tempo. Esperem pela “pancada” já em 2014, também em 2015, mas especialmente em 2016.

Vivemos num país em que os responsáveis não ouvem nada, não sabem nada e não vêm nada. Veja-se como todos, dentro e fora do banco, asseguravam que tudo estava bem, o banco era seguro e estava capitalizado.  E insistimos em manter as coisas assim. No BES, administradores que tinham sido suspensos pelo Banco de Portugal trabalham com a nova administração, com a autorização do regulador.

E assim, depois da tempestade (neste caso, ainda com a tempestade no auge)… regressa o “relaxe”… e voltaremos a não ver nada, a não saber nada e a não ouvir. E, mais à frente, um novo Dono Disto Tudo surpreenderá toda a gente ao mostrar que “não era digno de confiança”.

É urgente MUDAR de atitude e, já agora, dizer alguma coisa que explique tudo isto.

 

 

About author

Related Articles

Deixar uma resposta