Este país tem coisas inacreditáveis

Este país tem coisas inacreditáveis

As instituições não funcionam e andam num permanente jogo de empurra.

1. Em 30 anos, o país já foi à bancarrota pelo menos 2 vezes. É obra. Por acaso, ou talvez não, foi sempre com governos do PS.

Apesar disso, o seu atual líder, num momento de puro cinismo e oportunismo político descarado e mesquinho, tem isto a dizer aos portugueses:

“Quem criou o problema que o resolva”.

É esta a alternativa apresentada aos portugueses. Com a maturidade de um bebé, o sentido de estado e o respeito pelos portugueses, e pelas dificuldades em que todos vivemos, de um irresponsável.

2. A fiscalização preventiva da constitucionalidade do OE devia ser obrigatória e feita com urgência logo que o OE é apresentado. Ou seja, nenhum OE deveria entrar em vigor sem ser verificada a sua constitucionalidade.

Não é isto ÓBVIO?
Porque razão só verificam, preventivamente, a pedido do Presidente da República?
Qual é a lógica disto?

3. O país acorda ao fim de 3 meses completos de execução orçamental e descobre que o orçamento é inconstitucional em 1300 milhões de euros.

E ninguém diz nada sobre as instituições?
Sobre a forma como nos governamos?
Temos leis e tribunais e andamos a mandar papel uns aos outros, a solicitar que trabalhem por favor e cumpram a sua função?
Porque se não houver papel a malta não trabalha?
Como é possível chegar a Abril de 2013 e descobrir que 1300 milhões do orçamento são ilegais?
Como pode isto funcionar assim?
Como podem dizer que estas instituições e procedimentos defendem os interesses dos Portugueses?
Ainda se admiram que andamos na bancarrota em ciclos regulares?

Estou muito triste e muito preocupado.

:-(

 

 

About author

Related Articles

Deixar uma resposta