Notas sobre EMPREGO

Notas sobre EMPREGO

Estes números são assustadores e mostram uma realidade bem diferente daquela que nos querem fazer crer. Se os virem em perspetiva e no tempo e se distanciarem da espuma dos dias, percebem bem quão estéreis e afastadas da realidade são as discussões do Estado da Nação, dos Partidos Políticos e da generalidade dos políticos e comentadores. Falam, discutem e zangam-se a propósito de um país que inventaram e que está muito longe da realidade. Essa hipocrisia, em que as Instituições do Estado mostram um total afastamento dos problemas do povo,  é um sintoma bem nítido de fim de regime.

(Fonte: Boletins trimestrais de Emprego do INE – www.ine.pt)

2010 – 1º trimestre

População Ativa: 5 600 800 pessoas

Taxa de Atividade: 62,1%

População Inativa: 3 413 700

Taxa de Inatividade: 38,2%

População Empregada: 5 008 700

Taxa de Emprego: 55,6%

População Desempregada: 592 200

Taxa de Desemprego: 10,6%

 

2011 – 1º trimestre

População Ativa: 5 554 800 pessoas

Taxa de Atividade: 61,5%

População Inativa: 3 475 200

Taxa de Inatividade: 38,5%

População Empregada: 4 866 000

Taxa de Emprego: 53,9%

População Desempregada: 688 900

Taxa de Desemprego: 12,4%

 

2012 – 1º trimestre

População Ativa: 5 471 700 pessoas

Taxa de Atividade: 60,8%

População Inativa: 3 532 200

Taxa de Inatividade: 39,2%

População Empregada: 4 662 500

Taxa de Emprego: 51,7%

População Desempregada: 819 300

Taxa de Desemprego: 14,9%

 

2013 – 1º trimestre

População Ativa: 5 385 400 pessoas

Taxa de Atividade: 60,1%

População Inativa: 3 576 000

Taxa de Inatividade: 39,9%

População Empregada: 4 433 200

Taxa de Emprego: 49,5%

População Desempregada: 952 200

Taxa de Desemprego: 17,7%

 

2014 – 1º trimestre

População Ativa: 5 215 000 pessoas

Taxa de Atividade: 57,8%

População Inativa: 3 675 700

Taxa de Inatividade: 41,3%

População Empregada: 4 436 900

Taxa de Emprego: 49,8%

População Desempregada: 788 100

Taxa de Desemprego: 15,1%

 

Resumo, comparando o 1º trimestre de 2010 com o 1º trimestre de 2014:

População ativa (- 385.800 pessoas)

Desceu sempre em todos estes anos passando de 5 600 800 para 5 215 000 pessoas, ou seja, Portugal perdeu 385 mil e 800 pessoas na população ativa em 4 anos.

A taxa de Atividade passou de 62,1% (1T 2010) para 57,8% (1T 2014)

 

População Inativa, com mais de 15 anos (+262.000 pessoas)

A população inactiva subiu sempre nestes quatro anos, passando de 3 413 700 pessoas no 1º trimestre de 2010 para 3 675 700 no 1º trimestre de 2014, isto é, o número de pessoas inativas subiu 262 mil.

A taxa de Inatividade passou de 38,2% (1T 2010) para 41,3% (1T 2014)

 

Comentário: Em 4 anos Portugal perdeu quase 400 mil pessoas na sua população ativa (população que trabalha, produz riqueza e paga impostos) e aumentou a sua população inativa em cerca de 262 mil pessoas (população que não trabalha e, consequentemente, não paga impostos relativos ao trabalho e muito provavelmente usufrui de ajudas sociais). A evolução destes números é assustadora.

 

População Empregada (-571.800 pessoas)

A população empregada foi caindo sucessivamente nestes 4 anos, subindo muito ligeiramente (2.200 pessoas) em 2014. A perda de população empregada desde 2010 foi de 571.800

A taxa de Emprego passou de 55,6% (1T 2010) para 49,8% (1T 2014)

 

População Desempregada (+195.900 pessoas)

A população desempregada foi caindo sucessivamente nestes 4 anos, subindo em 2014 cerca 164.100 pessoas. Comparativamente a 2010 (1T), a população desempregada aumentou 195.900 pessoas.

A taxa de Desemprego passou de 10,6% (1T 2010) para 15,1% (1T 2014)

 

Comentário: Apesar de a queda vertiginosa do número de pessoas empregadas ter aparentemente estagnado em 2014, a verdade é que esse número não compara com a diminuição, também em 2014, do número de pessoas desempregadas. Portugal perdeu quase 600 mil empregos desde 2010, mas o número de pessoas desempregadas aumentou quase 200.000. Para onde foram as outras? Passaram à inactividade? Emigraram?

Link: Un Portugais quitte son pays toutes les 5 minutes

About author

Related Articles

Deixar uma resposta