Ó desditosa Pátria minha amada…

Bandeira fundo negro

 

 

 

 

 

 

 

Ó desditosa Pátria minha amada…

Tenho vergonha das pessoas que dão e têm vindo a dar a cara pelo meu país! Pessoas que nacionalizam as burlas criminosas do BPN, pessoas que fazem leis à medida para lavar (pasme-se!) a 7,5% o dinheiro que capitalistas sem escrúpulos esconderam ilegalmente em paraísos fiscais, pessoas que deixam prescrever (sabe-se lá para beneficiar quem!) mil milhões de euros de dívidas da Segurança Social! Tenho vergonha das pessoas sem verdadeira consciência social que nos (des)governam! Pessoas que, para tapar estas inqualificáveis burlas, se atrevem a asfixiar as famílias portuguesas, incluindo os reformados e os mais humildes, com impostos indignos e absolutamente incomportáveis! Dói muito ver o meu país a retroceder aos anos 60 do século XX: os melhores e os mais jovens vêem-se obrigados a partir, vagueando numa diáspora imposta, para sustentarem as suas famílias (mas os Relvas e quejandos ficam!); o SNS está a voltar ao regime das caixas de previdência; as reformas legítimas para as quais muitos portugueses descontaram uma vida inteira são brusca e impiedosamente cortadas e delapidadas; etc., etc… Ó desditosa Pátria minha amada, onde estão os teus estadistas verdadeiramente patriotas?

Ana Maria Ramalheira

About author

Related Articles

Deixar uma resposta